Pages

22 de fevereiro de 2009

Ajudar o Rodrigo..

"Peço desculpa por vos vir incomodar. Chamo-me Pedro e sou pai de um bebé de 6 meses, Rodrigo,nasceu a 7 de Julho de 2008 no Hospital Central do Funchal e tem uma Leucemia Linfoblástica Aguda diagnosticada às 6 semanas.
O Rodrigo encontra-se internado no IPO Lisboa, 7.º andar, pelo que quem o deseje pode confirmar. Neste momento o Rodrigo está à espera de um transplante de medula, que lhe salve a vida. Peço, por isso, a todos, que se increvam como dadores de medula. Os requisitos são mínimos e podem salvar a vida do Rodrigo, ou de outro qualquer menino(a) do mundo.Basta ter entre os 18 e 45 anos, boa saúde, e muito desejo de salvar uma vida.
Consultem o site www.chsul.pt, site do Centro de Histocompatibilidade do Sul. No site podem fazer o download do questionário inicial, o qual deve ser preenchido e enviado para o Centro. Após análise do questionário serão contactados para proceder a uma simples recolha de sangue (20 ml). Com base na análise a esta amostra serão inscritos numa base de dados internacional. Em caso de necessidade, serão contactados para realizar mais alguns testes, e, assim, SALVAR UMA VIDA.
Espero ter-vos tocado no coração. Ajudem-me a salvar o meu menino.
Muito Obrigado
Pedro Sousa"

Amanhã tenho de ir ao hospital por outras razões...e sim, se for possível vou fazer o teste!
Preciso fazer bem a alguém...

3 comentários:

TFerreira disse...

Boa iniciativa, e acho que TODOS devemos seguir o teu exemplo. Podemos ser os "heróis" de alguém!

Se há algo que me deixa triste é não poder dar sangue, pois não tenho o peso (48kg) pretendido "50Kg", contudo procuro resolver esse problema.. e ficar mais "forte"!

Andreia do Flautim disse...

Todos deviamos ser assim. Infelizmente também não posso dar sangue pois não tenho peso suficiente e tenho tendencia a anemaia...

Daniela e Yolanda disse...

Acho fantástica a solidariedade que se cria ao depararmos-nos com estes casos.
O que acho RIDÍCULO são aqueles e-mails que muitas vezes são mandados a pedir ajuda e que muitas vezes são mentira.
É por esse tipo de e-mails que muitas vezes as pessoas não levam a sério estas situações.

"Por uns pagam os outros"

é uma pena :(