Pages

29 de setembro de 2011

Das pessoas ordinárias

Já disse várias vezes por aqui que sou muito sensível às palavras. Se alguma coisa não me cai bem, já fico de pé atrás. Não gosto que brinquem comigo e com os meus sentimentos. Há pessoas que o fazem e pensam que não percebo, devem achar que sou parvinha. Parece que lhes dá gozo mandarem uma ou outra piadinha só para chatear. Não gosto de pessoas assim. E não respondo na mesma moeda, podia, mas não o faço. Isso não me dá gozo.Não me deixa mais feliz, nem mais realizada. Apenas ignoro esse tipo de gente, e agora cada vez mais. Vou cortando todo o tipo de relação até perceberem o que perderam por acharem que são superiores aos outros. Agora é assim, quem gosta, gosta. Quem não gosta, também não faz faltinha nenhuma.

Sem comentários: