Pages

20 de julho de 2012

No inferno que se tornou a Madeira

8:30 da manhã liga-me a minha Mãe a avisar que tem um incêndio por aqui perto. Fomos logo ver. Apesar de tudo, parecia controlado. Viemos para casa, tiramos tudo o que tinhamos do lado de fora da casa que pudesse aumentar o fogo. Logo depois começamos a ver os nossos vizinhos aflitos, que o fogo estava a consumir tudo à volta da casa, carros, TUDO! Coisa nada bonita de se ver. O maridão lá foi ajudar, eu e a minha Jú ficamos longe do fumo mas sempre em cima do acontecimento. Nunca tinha visto nada assim. Apeteceu-me chorar. Como é que é possível o lume ganhar tanta força e consumir tudo o que apanha pela frente. Vi casas a arder. Vi pessoas a correr de um lado para outro. Ouvi gritos. Ouvi uma explosão. Que horror!! E eu a pensar que vivia no paraíso... Apesar de tudo conseguimos controlar sempre o fogo junto à nossa casa. Todos ajudaram. Conhecidos, familiares, vizinhos, desconhecidos. Todos fizeram o que podiam e o que não podiam. Incrível a força que as pessoas ganham nestas alturas. Fantástico. Durante o dia não vi um bombeiro que fosse. Valeu-me a ajuda das pessoas que foram aparecendo. E que ajuda. Houve uma altura que vi as coisas muito feias para o nosso lado. O fogo chegou em minutos. Felizmente o vento estava a nosso favor e fez com que não se aproximasse. Entretanto fui trabalhar. O maridão ficou em casa a controlar a coisa. Tava tudo controlado até que ele liga-me a dizer que afinal ardeu o terreno próximo da nossa casa. WHAT?? Pois, lá foi. Desta vez vieram os bombeiros e apagaram logo o fogo que estava próximo de nós.
Agora que saí do trabalho quase que não conseguia chegar a casa porque entretanto os fogos reacenderam e estão próximos da população e das estradas. Um autêntico inferno.
São 2:30 da manhã. Estamos a nos aguentar por turnos. Por agora, ele dorme e eu ponho a cusquice em dia.







6 comentários:

Joana Mata disse...

É só a terra mais linda! Força

Todo o verde vai fazer falta, espero que ela fique verde rápido!

S* disse...

Lamento imenso... muita força!!

Pipa disse...

ESpero que esse inferno acabe rapidamente. Cada vez que vejo asimagens até me arrepio. Como é que alguém é capaz de uma coisa destas??

Força querida.

beijinhos

verniz escarlate disse...

Fogo mulher! tu não estás em condições de andar nesses sobressaltos! Ai que assim a minha julinha vai nascer stressada!
Vá, acalma-te agora e respira (mas protege as vias respiratórias com uns panos molhados. Por cá fico a torcer para que tudo corra pelo melhor. vai correr!
beijnho

Silmara Gussi disse...

Estou triste e lamento imenso. Força a todos os portugueses atingidos por esta triste catastrofe.
Força Portugal!

Pintas disse...

Espero que esteja agora tudo bem e que não tenha afetado a tua casinha. Beijinhos